aboutsummaryrefslogtreecommitdiff
path: root/pt_BR.ISO8859-1/articles/problem-reports/article.xml
blob: 013b7c02e483b5b720c35ffbaf7c392b6a93a6e2 (plain) (blame)
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
151
152
153
154
155
156
157
158
159
160
161
162
163
164
165
166
167
168
169
170
171
172
173
174
175
176
177
178
179
180
181
182
183
184
185
186
187
188
189
190
191
192
193
194
195
196
197
198
199
200
201
202
203
204
205
206
207
208
209
210
211
212
213
214
215
216
217
218
219
220
221
222
223
224
225
226
227
228
229
230
231
232
233
234
235
236
237
238
239
240
241
242
243
244
245
246
247
248
249
250
251
252
253
254
255
256
257
258
259
260
261
262
263
264
265
266
267
268
269
270
271
272
273
274
275
276
277
278
279
280
281
282
283
284
285
286
287
288
289
290
291
292
293
294
295
296
297
298
299
300
301
302
303
304
305
306
307
308
309
310
311
312
313
314
315
316
317
318
319
320
321
322
323
324
325
326
327
328
329
330
331
332
333
334
335
336
337
338
339
340
341
342
343
344
345
346
347
348
349
350
351
352
353
354
355
356
357
358
359
360
361
362
363
364
365
366
367
368
369
370
371
372
373
374
375
376
377
378
379
380
381
382
383
384
385
386
387
388
389
390
391
392
393
394
395
396
397
398
399
400
401
402
403
404
405
406
407
408
409
410
411
412
413
414
415
416
417
418
419
420
421
422
423
424
425
426
427
428
429
430
431
432
433
434
435
436
437
438
439
440
441
442
443
444
445
446
447
448
449
450
451
452
453
454
455
456
457
458
459
460
461
462
463
464
465
466
467
468
469
470
471
472
473
474
475
476
477
478
479
480
481
482
483
484
485
486
487
488
489
490
491
492
493
494
495
496
497
498
499
500
501
502
503
504
505
506
507
508
509
510
511
512
513
514
515
516
517
518
519
520
521
522
523
524
525
526
527
528
529
530
531
532
533
534
535
536
537
538
539
540
541
542
543
544
545
546
547
548
549
550
551
552
553
554
555
556
557
558
559
560
561
562
563
564
565
566
567
568
569
570
571
572
573
574
575
576
577
578
579
580
581
582
583
584
585
586
587
588
589
590
591
592
593
594
595
596
597
598
599
600
601
602
603
604
605
606
607
608
609
610
611
612
613
614
615
616
617
618
619
620
621
622
623
624
625
626
627
628
629
630
631
632
633
634
635
636
637
638
639
640
641
642
643
644
645
646
647
648
649
650
651
652
653
654
655
656
657
658
659
660
661
662
663
664
665
666
667
668
669
670
671
672
673
674
675
676
677
678
679
680
681
682
683
684
685
686
687
688
689
690
691
692
693
694
695
696
697
698
699
700
701
702
703
704
705
706
707
708
709
710
711
712
713
714
715
716
717
718
719
720
721
722
723
724
725
726
727
728
729
730
731
732
733
734
735
736
737
738
739
740
741
742
743
744
745
746
747
748
749
750
751
752
753
754
755
756
757
758
759
760
761
762
763
764
765
766
767
768
769
770
771
772
773
774
775
776
777
778
779
780
781
782
783
784
785
786
787
788
789
790
791
792
793
794
795
796
797
798
799
800
801
802
803
804
805
806
807
808
809
810
811
812
813
814
815
816
817
818
819
820
821
822
823
824
825
826
827
828
829
830
831
832
833
834
835
836
837
838
839
840
841
842
843
844
845
846
847
848
849
850
851
852
853
854
855
856
857
858
859
860
861
862
863
864
865
866
867
868
869
870
871
872
873
874
875
876
877
878
879
880
881
882
883
884
885
886
887
888
889
890
891
892
893
894
895
896
897
898
899
900
901
902
903
904
905
906
907
908
909
910
911
912
913
914
915
916
917
918
919
920
921
922
923
924
925
926
927
928
929
930
931
932
933
934
935
936
937
938
939
940
941
942
943
944
945
946
947
948
949
950
951
952
953
954
955
956
957
958
959
960
961
962
963
964
965
966
967
968
969
970
971
972
973
974
975
976
977
978
979
980
981
982
983
984
985
986
987
988
989
990
991
992
993
994
995
996
997
998
999
1000
1001
1002
1003
1004
1005
1006
1007
1008
1009
1010
1011
1012
1013
1014
1015
1016
1017
1018
1019
1020
1021
1022
1023
1024
1025
1026
1027
1028
1029
1030
1031
1032
1033
1034
1035
1036
1037
1038
1039
1040
1041
1042
1043
1044
1045
1046
1047
1048
1049
1050
1051
1052
1053
1054
1055
1056
1057
1058
1059
1060
1061
1062
1063
1064
1065
1066
1067
1068
1069
1070
1071
1072
1073
1074
1075
1076
1077
1078
1079
1080
1081
1082
1083
1084
1085
1086
1087
1088
1089
1090
1091
1092
1093
1094
1095
1096
1097
1098
1099
1100
1101
1102
1103
1104
1105
1106
1107
1108
1109
1110
1111
1112
1113
1114
1115
1116
1117
1118
1119
1120
1121
1122
1123
1124
1125
1126
1127
1128
1129
1130
1131
1132
1133
1134
1135
1136
1137
1138
1139
1140
1141
1142
1143
1144
1145
1146
1147
1148
1149
1150
1151
1152
1153
1154
1155
1156
1157
1158
1159
1160
1161
1162
1163
1164
1165
1166
1167
1168
1169
1170
1171
1172
1173
1174
1175
1176
1177
1178
1179
1180
1181
1182
1183
1184
1185
1186
1187
1188
1189
1190
1191
1192
1193
1194
1195
1196
1197
1198
1199
1200
1201
1202
1203
1204
1205
1206
1207
1208
1209
1210
1211
1212
1213
1214
1215
1216
1217
1218
1219
1220
1221
1222
1223
1224
1225
1226
1227
1228
1229
1230
1231
1232
1233
1234
1235
1236
1237
1238
1239
1240
1241
1242
1243
1244
1245
1246
1247
1248
1249
1250
1251
1252
1253
1254
1255
1256
1257
1258
1259
1260
1261
1262
1263
1264
1265
1266
1267
1268
1269
1270
1271
1272
1273
1274
1275
1276
1277
1278
1279
1280
1281
1282
1283
1284
1285
1286
1287
1288
1289
1290
1291
1292
1293
1294
1295
1296
1297
1298
1299
1300
1301
1302
1303
1304
1305
1306
1307
1308
1309
1310
1311
1312
1313
1314
1315
1316
1317
1318
1319
1320
1321
1322
1323
1324
1325
1326
1327
1328
1329
1330
1331
1332
1333
1334
1335
1336
1337
1338
1339
1340
1341
1342
1343
1344
1345
1346
1347
1348
1349
1350
1351
1352
1353
1354
1355
1356
1357
1358
1359
1360
1361
1362
1363
1364
1365
1366
1367
1368
1369
1370
1371
1372
1373
1374
1375
1376
1377
1378
1379
1380
1381
1382
1383
1384
1385
1386
1387
1388
1389
1390
1391
1392
1393
1394
1395
1396
1397
1398
1399
1400
1401
1402
1403
1404
1405
1406
1407
1408
1409
1410
1411
1412
1413
1414
1415
1416
1417
1418
1419
1420
1421
1422
1423
1424
1425
1426
1427
1428
1429
1430
1431
1432
1433
1434
1435
1436
1437
1438
1439
1440
1441
1442
1443
1444
1445
1446
1447
1448
1449
1450
1451
1452
1453
1454
1455
1456
1457
1458
1459
1460
1461
1462
1463
1464
1465
1466
1467
1468
1469
1470
1471
1472
1473
1474
1475
1476
1477
1478
1479
1480
1481
1482
1483
1484
1485
1486
1487
1488
1489
1490
1491
1492
1493
1494
1495
1496
1497
1498
1499
1500
1501
1502
1503
1504
1505
1506
1507
1508
1509
1510
1511
1512
1513
1514
1515
1516
1517
1518
1519
1520
1521
1522
1523
1524
1525
1526
1527
1528
1529
1530
1531
1532
1533
1534
1535
1536
1537
1538
1539
1540
1541
1542
1543
1544
1545
1546
1547
1548
1549
1550
1551
1552
1553
1554
1555
1556
1557
1558
1559
1560
1561
1562
1563
1564
1565
1566
1567
1568
1569
1570
1571
1572
1573
1574
1575
1576
1577
1578
1579
1580
1581
1582
1583
1584
1585
1586
1587
1588
1589
1590
1591
1592
1593
1594
1595
1596
1597
1598
1599
1600
1601
1602
1603
1604
1605
1606
1607
1608
1609
1610
1611
1612
1613
1614
1615
<?xml version="1.0" encoding="iso-8859-1"?>
<!DOCTYPE article PUBLIC "-//FreeBSD//DTD DocBook XML V5.0-Based Extension//EN"
	"http://www.FreeBSD.org/XML/share/xml/freebsd50.dtd">
<!--
  The FreeBSD Documentation Project
  The FreeBSD Brazilian Portuguese Documentation Project

  Original revision: r39544
-->
<article xmlns="http://docbook.org/ns/docbook" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink" version="5.0" xml:lang="pt_br">
  <info><title>Escrevendo Relatrios de Problema no &os;</title>
    

    <legalnotice xml:id="trademarks" role="trademarks">
      &tm-attrib.freebsd;
      &tm-attrib.cvsup;
      &tm-attrib.ibm;
      &tm-attrib.intel;
      &tm-attrib.sparc;
      &tm-attrib.sun;
      &tm-attrib.general;
    </legalnotice>

    <pubdate>$FreeBSD$</pubdate>

    <releaseinfo>$FreeBSD$</releaseinfo>

    <abstract>
      <para>Este artigo descreve qual a melhor forma de formular e 
	de submeter um relatrio de problema para Projeto 
	&os;.</para>
    </abstract>

    <authorgroup>
      <author><personname><firstname>Dag-Erling</firstname><surname>Sm&oslash;rgrav</surname></personname><contrib>Contribuido por</contrib></author>

      <author><personname><firstname>Mark</firstname><surname>Linimon</surname></personname></author>
    </authorgroup>
  </info>

  <indexterm><primary>relatrio de problema</primary>
    </indexterm>

  <section xml:id="pr-intro">
    <title>Introduo</title>

    <para>Uma das experincias mais frustrantes que
      algum pode ter como um usurio de um software
       submeter um relatrio sobre um problema 
      que est enfrentando apenas para v-lo ser 
      sumariamente fechado com uma informao curta
      e pouco til do tipo <quote>isto no  
      um bug</quote> ou ainda <quote>este relatrio de 
      problema no procede</quote>.  Da mesma forma, uma das 
      experincias mais frustrantes para um desenvolvedor de 
      software  ser inundado com relatrios de 
      problemas que na verdade no so realmente 
      relatrios de problemas, mas sim 
      solicitaes de suporte, ou ento que 
      contenham pouca ou nenhuma informao sobre como
      o problema ocorre e sobre como proceder para 
      reproduzi-lo.</para>
    
    <para>Este documento tem por objetivo descrever como escrever 
      bons relatrios de problema.  Mas o que vem a ser um 
      bom relatrio de problema?  Bem, indo direto ao ponto,
      um bom relatrio de problema  aquele que se 
      pode analisar e tratar rapidamente, para a 
      satisfao mtua do usurio e do 
      desenvolvedor.</para>
    
    <para>Embora o foco primrio deste artigo seja a
      elaborao de relatrios de problemas no
      &os;, a maior parte das recomendaes deve
      aplicar-se muito bem a outros projetos de software.</para>
    
    <para>Observe que este artigo esta organizado de forma
      temtica, e no de forma cronolgica, 
      desta forma voc deve ler o documento inteiro antes 
      de enviar um relatrio de problema, ao invs 
      de trat-lo como um tutorial passo-a-passo.</para>
  </section>

  <section xml:id="pr-when">
    <title>Quando enviar um relatrio de problema</title>

    <para>Existem muitos tipos de problemas, e nem todos eles devem
      gerar um relatrio de problema.   claro,
      ningum  perfeito e em algumas ocasies
      voc ter certeza de que encontrou um bug em um
      determinado software quando na verdade voc compreendeu 
      errado a sintaxe de um comando ou mesmo cometeu um erro de
      digitao em um arquivo de 
      configurao (o que por sua vez pode indicar 
      uma documentao pouco detalhada ou
      ento um tratamento inadequado do erro por parte
      da aplicao).  Existem ainda muitas outras
      situaes nas quais enviar um relatrio de
      problema claramente <emphasis>no</emphasis>  
      a melhor ao a ser tomada, e s vai 
      servir para frustrar a voc e aos desenvolvedores.  Em 
      contrapartida, existem situaes nas quais 
       recomendado que voc nos envie um 
      relatrio de problema sobre outras coisas que 
      no um bug, como por exemplo para nos enviar uma 
      sugesto de melhoria ou um pedido de uma nova
      funcionalidade.</para>
    
    <para>Ento como voc ir diferenciar o que 
       e o que no  um bug?  Existe uma regra
      de ouro que diz que o seu problema <emphasis>no
      </emphasis> um bug se ele pode ser expresso como uma
      pergunta (normalmente na forma <quote>Como eu fao
      X</quote> ou <quote>Onde eu posso encontrar Y</quote>).  Na 
      maior parte das vezes no ser sempre
      to claro desta forma, mas a regra acima cobre a grande
      maioria dos casos.  Se voc estiver procurando por uma
      resposta, considere enviar a sua pergunta para
      &a.questions;.</para>
    
    <para>Veja alguns casos nos quais pode ser apropriado enviar um
      relatrio de problema sobre algo que no 
      um bug:</para>

    <itemizedlist>
      <listitem>
	<para>Pedidos de melhorias nas funcionalidades.  Geralmente
	 uma boa idia debater estas propostas nas
	listas de discusso antes de envi-las em um
	relatrio de problemas.</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>Notificaes sobre
	  atualizaes de softwares mantidos
	  externamente (principalmente do ports, mas tambm
	  de componentes do sistema base como, por exemplo, o BIND e
	  vrios outros utilitrios GNU).</para>

	<para>Para os ports sem manuteno
	  (aqueles nos quais a varivel 
	  <varname>MAINTAINER</varname> contm 
	  <literal>ports@FreeBSD.org</literal>), essas
	  notificaes de atualizao 
	  podem ser capturadas por um <literal>committer</literal>
	  interessado, ou voc pode ser solicitado a fornecer 
	  um <literal>patch</literal> para atualizar o port;
	  disponibilizar este <literal>patch</literal> antecipadamente
	  ir melhorar de forma significativa as suas chances
	  de ter o port atualizado rapidamente.</para>

	<para>Se o port possui um mantenedor, o envio de um
	  relatrio de problema comunicando sobre o
	  lanamento de uma nova verso geralmente
	  no  muito til uma vez que eles geram
	  trabalho adicional para os <literal>committers</literal>,
	  e o mantenedor provavelmente j tem conhecimento de
	  que existe uma nova verso, ele provavelmente
	  j trabalhou com os desenvolvedores para
	  atualiz-lo e est provavelmente executando
	  testes para verificar se no existem problemas,
	  etc.</para>
	
	<para>Em ambos os casos, voc ir obter melhores
	  resultados se seguir o processo descrito no <link xlink:href="&url.books.porters-handbook;/port-upgrading.html">Porter's Handbook</link>.
	  (Talvez voc tambm queira ler o artigo <link xlink:href="&url.articles.contributing-ports;/article.html">
	  Contribuindo para a Coleo de Ports 
	  do &os;</link>.)</para>
      </listitem>
    </itemizedlist>

    <para>Um bug que no pode ser reproduzido, raramente
      ser corrigido.  Se o bug ocorreu uma nica
      vez e voc no consegue reproduzi-lo, e
      se aparentemente ele no ocorre com mais ningum,
      as chances so de que nenhum dos desenvolvedores
      ser capaz de reproduzir ou de saber o que est 
      errado.  Isso no significa que no seja
      possvel, mas significa que a probabilidade do seu
      relatrio de problema resultar na correo
      do bug  muito pequena.  Para piorar a
      situao, muitas vezes este tipo de erro
      , na realidade, causado por falhas nos discos 
      rgidos ou por superaquecimento do processador &mdash;
      sempre que possvel voc deve tentar excluir estas
      causas antes de enviar um relatrio de problema.</para>

    <para>Em seguida, para decidir a quem voc deve apresentar 
      o seu relatrio de problema, voc precisa 
      entender que o &os;  composto de vrios 
      elementos de software diferentes:</para>
    
    <itemizedlist>
      <listitem>
	<para>Cdigo na base do sistema que  escrito 
	  e mantido por colaboradores do &os;, tais como o Kernel, a
	  biblioteca C, os drivers de dispositivos (categorizados 
	  como <literal>kern</literal>); os utilitrios
	  binrios (<literal>bin</literal>); as pginas
	  de manual e a documentao
	  (<literal>docs</literal>); e as pginas web
	  (<literal>www</literal>).  Todos os bugs nestas 
	  reas devem ser reportados para os desenvolvedores 
	  do &os;</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>Cdigo na base do sistema que  escrito 
	  e mantido por outros, e que foram adaptados e importados 
	  no &os;.  Exemplos incluen <application>bind</application>,
	  &man.gcc.1;, e &man.sendmail.8;.  A maioria dos bugs nestas
	  reas devem ser reportados para os desenvolvedores do
	  &os;; mas em alguns casos pode ser necessrio
	  report-los aos autores originais, caso o problema
	  no seja especifico do &os;.  Normalmente estes bugs
	  iro ficar sob as categorias <literal>bin</literal>
	  ou <literal>gnu</literal>.</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>Os aplicativos individuais que no esto
	  na base do sistema, mas que fazem parte da
	  coleo de Ports do &os; (Categoria
	  <literal>ports</literal>).  A maioria destes aplicativos
	  no so escritos por desenvolvedores do
	  &os;; o que o &os; oferece  apenas um sistema para
	  facilitar a instalao do aplicativo.
	  Portanto, voc deve relatar um problema para os
	  desenvolvedores do &os; apenas quando voc acreditar 
	  que o problema  especfico do &os;, caso
	  contrrio, voc deve report-lo aos
	  autores do software.</para>
      </listitem>

    </itemizedlist>

    <para>A seguir voc deve verificar se o problema  
      ou no atual.  Existem poucas coisas que aborrecem um
      desenvolvedor mais do que receber um relatrio de 
      problema a respeito de um bug que ele j corrigiu.</para>
    
    <para>Se o problema est na base do sistema, voc
      dever primeiro ler a seo do FAQ sobre 
      <link xlink:href="&url.books.faq;/introduction.html#LATEST-VERSION">
      Verses do &os;</link>, se voc no estiver
      familiarizado com o tema.  No  possvel
      para o &os; corrigir problemas em verses muito antigas
      do sistema base, desta forma enviar um relatrio de
      problema sobre um bug em uma verso muito antiga vai
      provavelmente resultar apenas em um desenvolvedor aconselhando
      que voc atualize o seu sistema para uma verso 
      suportada para ver se o problema ainda ocorre.  A equipe
      de <literal>Security Officer</literal> mantm a 
      <link xlink:href="&url.base;/security/">lista de verses
      suportadas</link>.</para>

    <para>Se o problema est em um port, observe que
      voc dever primeiro atualizar seu sistema para a
      verso mais atual da coleo de ports e ver
      se o problema ainda se aplica.  Devido ao ritmo acelerado de
      mudanas nestas aplicaes, 
      invivel para o &os; suportar qualquer coisa que
      no seja obrigatoriamente a verso mais
      recente, e problemas com uma verso antiga do
      aplicativo simplesmente no podem ser corrigidos.</para>
  </section>

  <section xml:id="pr-prep">
    <title>Preparao</title>

    <para>Uma boa regra a ser seguida sempre  realizar uma
      busca a respeito do assunto antes de enviar um relatrio
      de problema.  Pode ser que o seu problema j tenha sido
      reportado anteriormente; pode ser que esteja sendo debatido nas
      listas de discusso ou que tenha sido recentemente; pode 
      at ser que o problema j tenha sido corrigido em
      uma verso mais recente do que a que voc 
      est utilizando.  Voc deve portanto verificar 
      em todos os lugares bvios antes de enviar o 
      relatrio de problema.  Para o &os;, isto 
      significa:</para>
    
    <itemizedlist>
      <listitem>
	<para>A lista de <link xlink:href="&url.books.faq;/index.html">Perguntas e Respostas mais 
	  Frequentes</link> sobre o &os; (FAQ).  A FAQ tem por
	  objetivo fornecer respostas para uma grande variedade de
	  perguntas, tais como as que dizem respeito a <link xlink:href="&url.books.faq;/hardware.html">compatibilidade de
	  hardware</link>, <link xlink:href="&url.books.faq;/applications.html">aplicaes
	  do usurio</link>, <link xlink:href="&url.books.faq;/kernelconfig.html">Configurao
	  do kernel</link>, etc.</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>As <link xlink:href="&url.books.handbook;/eresources.html#ERESOURCES-MAIL">
	  listas de discusso</link> &mdash; se voc
	  no est inscrito, utilize a <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/search/search.html#mailinglists">
	  busca do histrico</link> no web site do 
	  &os;.  Se o seu problema no tiver sido discutido nas
	  listas, voc pode tentar enviar uma mensagem sobre ele
	  e aguardar alguns dias para ver se algum consegue
	  perceber algo que voc tenha deixado passar
	  desapercebido.</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>Opcionalmente, na internet inteira &mdash; utilize seu
	  mecanismo de busca preferido para localizar 
	  referncias sobre o seu problema.  Voc pode 
	  encontrar referncias a ele em mensagens de listas de
	  discusso ou de grupos de noticias dos quais 
	  voc nunca ouviu falar ou nos quais sequer pensou 
	  em procurar.</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>Na sequncia, verifique o <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/cgi/query-pr-summary.cgi?query">
	  banco de dados com os relatrios de problema do 
	  &os;</link> (GNATS).  A menos que o seu problema seja 
	  recente ou muito obscuro, existe uma boa chance dele 
	  j ter sido reportado.</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>E o mais importante, voc deve verificar se a
	  documentao existente no cdigo base
	  no enderea o seu problema.</para>
	
	<para>Para o cdigo base do &os; voc deve
	  estudar cuidadosamente o contedo do arquivo
	  <filename>/usr/src/UPDATING</filename> disponvel no
	  seu sistema de arquivos ou a sua verso mais 
	  recente no <link xlink:href="http://svnweb.freebsd.org/base/head/UPDATING">
	  Repositrio Subversion</link>.  (Esta 
	  informao  vital se voc 
	  estiver atualizando de uma verso para outra 
	  &mdash; especialmente se estiver atualizando para o 
	  &os.current;).</para>
	
	<para>No entanto, se o problema  com algo que foi
	  instalado como uma parte da coleo de ports 
	  do &os; voc deve consultar o 
	  <filename>/usr/ports/UPDATING</filename> (para os ports
	  individuais) ou o <filename>/usr/ports/CHANGES</filename>
	  (para mudanas que afetam a Coleo de
	  Ports inteira).  Estes arquivos tambm esto
	  disponveis no SVNWeb, nos urls <uri xlink:href="http://svnweb.freebsd.org/ports/head/UPDATING">http://svnweb.freebsd.org/ports/head/UPDATING</uri>
	  e <uri xlink:href="http://svnweb.freebsd.org/ports/head/CHANGES">http://svnweb.freebsd.org/ports/head/CHANGES</uri>
	  respectivamente.</para>
      </listitem>
    </itemizedlist>
  </section>

  <section xml:id="pr-writing">
    <title>Escrevendo o Relatrio de Problema</title>

    <para>Agora que voc decidiu que o seu assunto merece um
      relatrio de problema (PR), e que ele  um 
      problema do &os;,  hora de escrever o relatrio 
      em si.  Mas antes de entrarmos na mecnica do programa 
      utilizado para gerar e enviar os PRs, aqui esto 
      algumas dicas e truques para ajud-lo a garantir que o 
      seu PR ser o mais efetivo possvel.</para>
    
    <section>
      <title>Dicas e truques para escrever um bom relatrio de
	problema.</title>

      <itemizedlist>
	<listitem>
	  <para><emphasis>No deixe a linha de
	    <quote>Synopsis</quote> (sinopse) em branco.</emphasis>  
	    Os PRs so enviados para listas de discusso
	    no mundo todo (nas quais a <quote>Synopsis</quote> 
	     utilizada como linha de 
	    <literal>Subject:</literal>), alm de serem 
	    armazenados em um banco de dados.  Qualquer pessoa 
	    que vier a navegar no banco de dados pelas
	    sinopses, e encontrar um PR com a linha de assunto
	    em branco, tende a pul-lo.  Lembre-se que os PRs
	    permanecem na base de dados at que sejam fechados
	    por algum; os annimos normalmente 
	    iro desaparecer em meio ao rudo.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Evite utilizar uma <quote>Synopsis</quote>
	    (sinopse) fraca.</emphasis>  Voc no
	    pode assumir que algum que esteja lendo o seu PR 
	    conhea todo o contexto que motivou o seu envio, 
	    desta forma quanto mais informao 
	    voc fornecer, melhor.  Por exemplo, a que 
	    parte do sistema o problema se aplica?  O problema 
	    ocorre durante a instalao ou durante a
	    execuo do sistema?  Para ilustrar, ao 
	    invs de utilizar <literal>Synopsis: o 
	    portupgrade est quebrado</literal>, veja o 
	    quo mais claro e mais eficiente seria 
	    utilizar <literal>Synopsis: port sysutils/portupgrade 
	    gerando coredumps no -current</literal>. (No caso de um 
	    port,  especialmente til ter a categoria 
	    e o nome do port na linha de sinopse.)</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Se voc possui um patch,
	    mencione-o.</emphasis>  Um PR que inclui um
	    <literal>patch</literal>  muito mais
	    provvel de ser analisado do que um sem.  Se
	    voc estiver incluindo um, coloque a palavra
	    <literal>[patch]</literal> no inicio da linha
	    de sinopse.  (Embora no seja obrigatrio
	    utilizar exatamente esta palavra, por
	    conveno,  ela que 
	    utilizada.)</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Se voc  um
	    <literal>maintainer</literal> (mantenedor),
	    diga-o.</emphasis>  Se voc est mantendo uma
	    parte do cdigo fonte (por exemplo, um port),
	    voc deve considerar a possibilidade de incluir as
	    palavras <literal>[maintainer update]</literal> (incluindo
	    os colchetes) no inicio da linha de sinpse e 
	    deve definir a <quote><literal>class</literal></quote>
	    (classe) do seu PR para maintainer-update.  Desta forma 
	    qualquer <literal>committer</literal> que manusear o seu 
	    PR no ter de verificar o
	    <filename>Makefile</filename> do port, para certificar-se
	    de que a atualizao foi enviada pelo
	    maintainer.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Seja especfico.</emphasis>  Quanto
	    mais informaes voc fornecer sobre o
	    problema que voc est tendo, melhores
	    sero as suas chances de obter uma resposta.</para>

	  <itemizedlist>
	    <listitem>
	      <para>Inclua a verso do &os; que voc
		est utilizando (existe um lugar para colocar
		esta informao, veja abaixo) e em qual
		arquitetura.  Voc incluir a
		informao se est executando a
		partir de um Release (e.g. de um CDROM ou Download),
		ou a partir de um sistema mantido com o &man.cvsup.1;
		(e neste caso, quando foi atualizado pela ultima
		vez).  Se voc estiver utilizando o
		&os.current;, esta vai ser a primeira coisa que
		algum ir lhe perguntar, porque as
		correes (especialmente para os
		problemas de alto nvel) tendem a serem
		realizadas muito rapidamente, e espera-se que os 
		usurios do &os.current; mantenham-se
		atualizados.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Inclua quais opes globais
		voc especificou no seu
		<filename>make.conf</filename>.
		Observao:   conhecido que
		utilizar <literal>-O2</literal> (e acima disso) com o
		&man.gcc.1; gera problemas em muitas
		situaes.  Apesar dos desenvolvedores
		do &os; aceitarem patches, eles normalmente no
		esto dispostos a investigar este tipo de
		problema por uma simples falta de tempo e de
		voluntrios, e ao invs disso podem
		responder apenas que isto no 
		suportado.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se o problema pode ser reproduzido facilmente, 
		inclua informaes para possibilitar 
		que ele seja reproduzido pelos desenvolvedores.  Se 
		o problema s pode ser 
		demonstrado com a entrada de um conjunto de dados
		especfico, voc dever incluir um
		exemplo destas informaes, alm
		de informar qual  resultado 
		atual (errado) e qual era o resultado esperado
		(correto).  Se o conjunto de dados for muito grande ou
		se o mesmo no puder ser tornado
		pblico, tente criar um arquivo com o
		mnimo 
		de informaes necessrias para
		replicar o problema, e que possa ser includo
		no seu PR.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>
		Se for um problema com o kernel, esteja preparado para
		fornecer as seguintes informaes 
		(Voc no precisa fornecer estas
		informaes por padro, o que
		s tende a encher o banco de dados, mas
		voc deve incluir os trechos acreditar que 
		so relevantes):</para>
	      <itemizedlist>
		<listitem>
		  <para>A configurao do seu kernel 
		    (incluindo quais dispositivos de hardware 
		    voc tem instalados)</para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>Se voc tem ou no
		    opes de depurao
		    habilitadas (tais como 
		    <literal>WITNESS</literal>), e em caso afirmativo,
		    se o problema continua ocorrendo quando
		    voc altera a lgica de
		    configurao destas
		    opes</para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>O texto completo de qualquer
		    <literal>backtrace</literal>,
		    <literal>panic</literal> e outras
		    mensagens no console, ou os registros do
		    <filename>/var/log/messages</filename>, caso tenha
		    sido gerado algum</para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>A sada do <command>pciconf
		    -l</command> e as partes relevantes da 
		    sada do <command>dmesg</command> se o
		    problema estiver relacionado a um componente de
		    hardware</para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>O fato de que voc leu o 
		    <filename>src/UPDATING</filename> e que o seu 
		    problema no est listado ali
		    ( certeza que algum vai
		    perguntar)</para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>Se voc consegue ou no executar 
		    outro kernel (Isto  para poder descartar a
		    possibilidade de ser um problema de hardware tais
		    como falha nos discos rgidos e
		    superaquecimento dos processadores, cujos 
		    sintomas podem se confundir com problemas no 
		    kernel)</para>
		</listitem>
	      </itemizedlist>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se for um problema com um port, esteja preparado
		para fornecer as seguintes informaes
		(Voc no precisa fornecer estas
		informaes por padro, o que
		s tende a encher o banco de dados, mas
		voc deve incluir os trechos acreditar que
		so relevantes):</para> 

	      <itemizedlist>
		<listitem>
		  <para>Quais ports voc tem instalados</para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>As variveis de ambiente que substituem
		    os padres do
		    <filename>bsd.port.mk</filename>, como por exemplo
		    <varname>PORTSDIR</varname></para>
		</listitem>
		<listitem>
		  <para>O fato de que voc leu o
		    <filename>ports/UPDATING</filename> e que o seu
		    problema no est listado ali
		    ( certeza que algum vai
		    perguntar)</para>
		</listitem>
	      </itemizedlist>
	    </listitem>

	  </itemizedlist>

	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Evite pedidos vagos de novas
	    funcionalidades.</emphasis>  Os PRs no formato
	    <quote>algum realmente deveria implementar algo
	    que faz isso e aquilo</quote> so menos
	    provveis de obterem uma resposta do
	    que os que so mais especficos.  Lembre-se,
	    o cdigo est disponvel para todos,
	    de forma que se voc deseja uma nova funcionalidade,
	    a melhor maneira de ter certeza de que ela
	    ser includa  comear a
	    trabalhar!  Tambm considere o fato de que
	    muitas destas sugestes fariam mais sentido
	    como um tpico de discusso na
	    <literal>freebsd-questions</literal> do que
	    como uma entrada no banco de dados de PRs, como
	    discutido acima.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Certifique-se de que ningum tenha
	    submetido um PR semelhante antes.</emphasis>  Embora isso
	    j tenha sido mencionado anteriormente, faz sentido
	    repetir aqui.  Esta verificao ir
	    lhe tomar apenas 1 ou 2 minutos no uso do <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/cgi/query-pr-summary.cgi?query">
	    mecanismo de busca</link> do banco de dados de PRs. 
	    ( claro, todos so culpados de j 
	    terem esquecido de fazer isso de uma vez ou outra.)</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para>
	    <emphasis>Relate apenas um problema em cada
	      relatrio.</emphasis>  Evite incluir dois ou mais
	      problemas em um mesmo relatrio caso eles
	      no estejam relacionados.  Quando 
	      voc submeter um <literal>patch</literal>, evite
	      adicionar vrias funcionalidades ou corrigir
	      vrios bugs em um mesmo PR, a menos que eles 
	      sejam estritamente relacionados &mdash; Este tipo de 
	      PR muitas vezes demanda mais tempo para ser 
	      resolvido.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para> <emphasis>Evite solicitaes
	    polmicas.</emphasis>  Se o seu PR est
	    relacionado a um tema que foi polmico no passado,
	    voc deve estar preparado para no somente
	    disponibilizar um <literal>patch</literal>, como
	    tambm para defender porque o seu
	    <literal>patch</literal>  <quote>a coisa certa a
	    se fazer</quote>.  Como mencionado acima, realizar uma
	    busca cuidadosa no histrico das <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/search/search.html#mailinglists">listas
	    de discusso</link>  sempre uma boa 
	    forma de se preparar.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Seja educado.</emphasis>  Praticamente 
	    todas as pessoas que potencialmente podem trabalhar no 
	    seu PR so voluntrios.  Ningum 
	    gosta de receber ordens para fazer algo que eles j
	    esto fazendo por alguma outra 
	    motivao a qual no  a de
	    ganho financeiro.  Esta  uma boa coisa para ter 
	    sempre em mente num projeto de cdigo 
	    aberto.</para>
	</listitem>
      </itemizedlist>
    </section>

    <section>
      <title>Antes de voc iniciar</title>

      <para>Antes de executar o programa &man.send-pr.1;,
	certifique-se que a sua varivel de ambiente
	<envar>VISUAL</envar> (ou a <envar>EDITOR</envar> se a
	<envar>VISUAL</envar> no estiver definida) 
	est definida com seu editor preferido.</para>
      
      <para>Voc tambm deve certificar-se de que o seu 
	sistema de entrega de emails esta funcionando corretamente.  O
	&man.send-pr.1; utiliza mensagens de email para enviar e
	rastrear um relatrio de problema.  Se voc
	no pode enviar mensagens de email a partir da
	mquina na qual est executando o
	&man.send-pr.1;, os seus relatrios de problema
	no iro chegar at a base de dados
	GNATS.  Para maiores detalhes de como configurar o sistema de
	email no &os;, consulte o captulo sobre <quote>Correio
	Eletrnico</quote> no <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/doc/en_US.ISO8859-1/books/handbook/mail.html">Handbook
	do FreeBSD</link>.</para>
      
      <para>Certifique-se de que o seu sistema de email no
	ir alterar a formatao da mensagem ao
	encaminh-la para o GNATS.  Qualquer
	<literal>patch</literal> que voc enviar ser
	inutilizado, caso o seu sistema de email quebre
	automaticamente as linhas, troque
	tabulaes por espaos em branco ou
	altere os caracteres de mudana para uma nova linha,
	etc.  Entretanto, para as sees de texto
	ns pedimos que voc quebre manualmente as linhas
	prximo dos 70 caracteres, desta forma a verso
	web do PR poder ser lida melhor.</para>
  	
      <para>Consideraes similares se aplicam se
	voc estiver utilizando o <link xlink:href="&url.base;/send-pr.html">formulrio web de
	submisso de PR</link> ao invs de utilizar o
	&man.send-pr.1;.  Observe que operaes de
	copiar-e-colar possuem seus prprios efeitos colaterais
	na formatao do texto.  Em certos casos, pode
	ser necessrio usar o &man.uuencode.1; para garantir
	que os patches cheguem sem modificaes.</para>

      <para>Finalmente, se a sua submisso ser longa,
	voc deve preparar o texto do seu 
	relatrio offline, desta forma nada ser 
	perdido no caso de voc ter problemas quando for 
	submet-lo.  Isto pode ser um problema, em especial, 
	se voc estiver utilizando o <link xlink:href="&url.base;/send-pr.html">formulrio
	web</link>.</para>
    </section>

    <section>
      <title>Anexando <literal>patches</literal> ou arquivos</title>

      <para>As instrues abaixo se aplicam ao envio 
	de PRs por email:</para>

      <para>O programa &man.send-pr.1; tem a capacidade de anexar 
	arquivos em um relatrio de problemas.  Voc 
	pode anexar quantos arquivos desejar desde que os mesmos 
	possuam nomes nicos (i.e. o nome prprio do 
	arquivo, sem o caminho de diretrio).  Basta usar a
	opo <option>-a</option> na linha de comando
	para anexar os arquivos desejados:</para>

<screen>&prompt.user; <userinput>send-pr -a /var/run/dmesg -a /tmp/errors</userinput></screen>

      <para>No se preocupe com os arquivos binrios,
	eles sero encodados automaticamente de forma a
	no perturbar o seu agente de correio.</para>

      <para>Se voc anexar um <literal>patch</literal>, tenha
	certeza de utilizar a opo <option>-c</option>
	ou <option>-u</option> no &man.diff.1; para criar um diff
	contextual ou um diff unificado (o formato unificado 
	preferido), e tenha certeza de especificar os nmeros
	de reviso exatos dos arquivos que voc
	modificou, desta forma o desenvolvedor que ler seu
	relatrio ter condies de
	aplic-los facilmente.  Para problemas com o kernel ou
	com os aplicativos do sistema base, um
	<literal>patch</literal> para o &os.current; (o ramo HEAD do
	CVS)  preferido uma vez que todo novo cdigo
	deve ser aplicado e testado primeiro nele.  Depois que forem
	realizados os testes apropriados, o cdigo ser
	fundido ou migrado para o ramo &os.stable;.</para>
      
      <para>Se voc juntar um <literal>patch</literal>
	no corpo do email, em vez de envi-lo como um
	arquivo anexo, voc estar sujeito a
	ocorrncia de um problema bastante comum ocasionado
	pela tendncia de alguns clientes de email de converter
	tabs em espaos, o que ir arruinar
	completamente qualquer coisa que voc tenha enviado
	com inteno de que fosse parte de um
	Makefile.</para>

      <para>No envie <literal>patches</literal> como anexos 
	usando <command>Content-Transfer-Encoding: quoted-printable
	</command>.  Isto ir realizar 
	<literal>character escaping</literal> e o 
	<literal>patch</literal> inteiro estar
	inutilizado.</para>
      
      <para>Observe tambm que incluir pequenos
	<literal>patches</literal> em um PR  normalmente a
	coisa certa a se fazer &mdash; particularmente quando ele
	corrige o problema descrito no PR &mdash; grandes
	<literal>patches</literal> e especialmente cdigo novo,
	que normalmente requerem uma reviso substancial antes
	de serem incorporados, devem ser colocados em um servidor web
	ou de FTP, e a url deve ser includa no PR ao
	invs do <literal>patch</literal> propriamente dito.
	Os <literal>patches</literal> dentro de um email tendem a se
	deformar, especialmente quando o GNATS est envolvido,
	e quanto maior o patch, maior  a dificuldade para 
	ambas as partes em consert-lo.  Alm de que, ao
	colocar o <literal>patch</literal> na web, voc pode
	modific-lo sem ter que reenviar o arquivo completo
	como um <literal>followup</literal> do PR original.
	Alm disso, os grandes <literal>patches</literal>
	simplesmente aumentam o tamanho do banco de dados, uma vez que
	os relatrios de problema fechados no
	so deletados, continuando a existir marcados como
	<literal>closed</literal>.</para>
      
      <para>Voc deve observar que a menos que 
	especifique explicitamente no seu PR ou diretamente no seu 
	patch, qualquer correo que voc envie
	ser considerada como estando licenciada sob os mesmos
	termos do arquivo original que voc modificou.</para>
    </section>

    <section>
      <title>Preenchendo o template</title>

      <para>As instrues abaixo se aplicam apenas ao
	envio de PRs por email:</para>

      <para>Quando voc executar o programa &man.send-pr.1;,
	voc ser apresentado a um template.  O template
	consiste em uma lista de campos, alguns dos quais
	estaro pr-preenchidos, e alguns iro
	possuir comentrios explicando o seu propsito
	ou ento listando os valores aceitveis.
	No se preocupe com os comentrios, eles
	sero removidos automaticamente se voc
	no modific-los ou ento os remova
	voc mesmo.</para>
      
      <para>Na parte superior do template, logo abaixo das linhas
	<literal>SEND-PR:</literal>, est o cabealho do
	email.  Voc normalmente no necessita
	modific-lo, a menos que voc esteja enviando o
	relatrio de problema a partir de uma mquina ou
	de uma conta a qual pode enviar, mas no pode receber
	emails, neste caso voc deve configurar manualmente os
	campos <literal>From:</literal> e <literal>Reply-To:</literal>
	para o seu endereo de email real.  Voc
	tambm pode querer enviar uma cpia do
	relatrio para voc mesmo (ou para alguma outra
	pessoa) atravs do uso de uma cpia carbono,
	adicionando um ou mais endereos de email na linha de
	cabealho <literal>Cc:</literal>.</para>
      
      <para>Os campos de linha nica descritos abaixo,
	esto disponveis apenas no template do
	email:</para>
      
      <itemizedlist>
	<listitem>
	  <para><emphasis>Submitter-Id:</emphasis> No altere
	    este campo.  O valor padro  
	    <literal>current-users</literal> e est correto,
	    mesmo se voc estiver executando o 
	    &os.stable;.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Confidential:</emphasis> No altere
	    este campo.  O valor padro  
	    <literal>no</literal>.  No tem sentido
	    alter-lo j que no existem
	    relatrios de problema confidenciais no &os;
	    &mdash; o banco de dados de PR 
	    distribudo mundialmente pelo
	    <application>CVSup</application>.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Severity:</emphasis>  Escolha uma
	    opo entre <literal>non-critical</literal>,
	    <literal>serious</literal> ou <literal>critical</literal>.
	    No faa escndalo; abstenha-se de
	    rotular seu problema como <literal>critical</literal> a
	    menos que ele realmente seja (por ex. questes de
	    corrupo de dados, grave retrocesso de
	    funcionalidade no -CURRENT em relao a
	    verso anterior, etc)ou de
	    <literal>serious</literal> a menos que seja algo que vai
	    afetar muitos usurios (Kernel panic ou travamentos
	    do sistema; Problemas com algum driver de dispositivo em
	    particular ou com utilitrios de sistema).  Os
	    desenvolvedores do &os; no iro
	    necessariamente trabalhar no seu problema mais
	    rpido se voc inflar sua importncia
	    uma vez que existem muitas outras pessoas que fizeram
	    exatamente isso &mdash; na verdade, alguns desenvolvedores
	    prestam pouca ateno a este campo por causa
	    disso.</para>

	    <note>
	      <para>Problemas de segurana 
		<emphasis>no</emphasis> devem ser submetidos
		para o GNATS, pois todas as informaes
		no GNATS so de conhecimento pblico.
		Por favor, envie estes problemas seguindo as nossas 
		<link xlink:href="http://security.freebsd.org/#how">diretrizes 
		sobre relatrios de segurana</link>.
		</para>
		
		
	    </note>
	  </listitem>

	  <listitem>
	    <para><emphasis>Priority:</emphasis> Escolha uma
	      opo entre <literal>low</literal>,
	      <literal>medium</literal> ou <literal>high</literal>.
	      <literal>high</literal> deve ser reservada para os
	      problemas que afetam praticamente todos os
	      usurios do &os; e <literal>medium</literal> para
	      os problemas que vo afetar muitos
	      usurios.</para>

	    <note>
	      <para>Este campo tornou-se to amplamente abusado que
		perdeu quase que completamente seu objetivo.</para>
	    </note>
	  </listitem>
      </itemizedlist>

      <para>A prxima seo descreve os campos 
	que so comuns entre a interface por email e a
	<link xlink:href="&url.base;/send-pr.html">interface web</link>:</para>

      <itemizedlist>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Originator:</emphasis>
	    Por favor informe seu nome completo, seguido opcionalmente
	    pelo seu endereo de email entre colchetes.
	    Na interface de email, este campo  normalmente 
	    pr-preenchido com o campo
	    <literal>gecos</literal> do usurio com o qual
	    voc est atualmente logado.</para>

	  <note>
	    <para>O endereo de email que voc utilizar
	      ir se tornar uma informao
	      pblica e pode vir a se tornar disponvel
	      para spammers.  Voc dever ter um sistema
	      antispam funcional ou ento dever
	      utilizar uma conta temporria de email.
	      Contudo, por favor, lembre-se que se voc
	      no utilizar uma conta de email vlida,
	      ns no seremos capazes de entrar em
	      contato com voc para fazer perguntas sobre o
	      seu PR.</para>
	  </note>

	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Organization:</emphasis> Campo livre para 
	    o que voc quiser colocar.  Este campo no
	     utilizado para nada significativo.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Synopsis:</emphasis> Preencha este campo com
	    uma descrio curta e precisa sobre o seu
	    problema.  A <literal>synopsis</literal> 
	    utilizada como o assunto do email do relatrio de
	    problema, e tambm  utilizada na listagem 
	    de relatrio de problemas e resumos;
	    relatrios de problema com 
	    <literal>synopses</literal> obscuras tendem a serem 
	    ignorados.</para>
	  
	  <para>Como mencionado acima, se o seu relatrio de
	    problema inclui um <literal>patch</literal>, por favor,
	    inicie sua <literal>synopsis</literal> com
	    <literal>[patch]</literal> (incluindo os colchetes); se
	    voc for um <literal>maintainer</literal> considere
	    adicionar <literal>[maintainer update]</literal>
	    (incluindo os colchetes) ao incio da sua
	    <literal>synopsis</literal> e defina a
	    <quote>classe</quote> do seu PR para
	    <literal>maintainer-update</literal>.</para> 
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Category:</emphasis> Escolha uma categoria
	    adequada.</para>

	  <para>
	    A primeira coisa que voc precisa fazer 
	    decidir em qual parte do sistema o seu problema
	    est.  Lembre-se, o &os;  um sistema
	    operacional completo, o qual instala um kernel, as
	    bibliotecas padro, muitos
	    <literal>drivers</literal> de dispositivos e um grande
	    nmero de utilitrios (este conjunto
	    recebe o nome de <quote>sistema base</quote>).  No
	    entanto, existem milhares de aplicativos adicionais na
	    Coleo de Ports.  Voc primeiro
	    precisa decidir se o problema est no sistema base
	    ou se est em algo que foi instalado atravs
	    da Coleo de Ports.</para>
	  
	  <para>Aqui est uma descrio das
	    principais categorias:</para>

	  <itemizedlist>
	    <listitem>
	      <para>
		Se o problema  com o Kernel, com as
		bibliotecas (tal como a biblioteca C padro,
		libc), ou com um <literal>driver</literal> de
		dispositivo do sistema base, em geral voc vai
		usar a categoria kern.  (Existem algumas
		excees; veja abaixo).  Em geral, estas
		so coisas que esto descritas nas
		sees 2, 3 ou 4 das pginas de
		manual.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para> 
		Se o problema  com um programa binrio,
		tal como o &man.sh.1; ou o &man.mount.8;, primeiro
		voc precisa determinar se estes programas
		pertencem ao sistema base ou se foram adicionados
		atravs da coleo de ports.  Se
		voc estiver na dvida, voc pode 
		executar um <command>whereis 
		nomedoprograma</command>, no
		&os; por conveno todos os aplicativos
		da coleo de ports so
		instalados sob <filename>/usr/local</filename>, embora isso
		possa ser alterado por um administrador de sistemas.
		Para estes, voc ir utilizar a categoria
		<literal>ports</literal> (sim, mesmo que a categoria
		do port seja <literal>www</literal>; veja abaixo).  Se
		a localizao do aplicativo for 
		<filename>/bin</filename>, <filename>/usr/bin</filename>, <filename>/sbin</filename>, ou <filename>/usr/sbin</filename>, ele
		faz parte do sistema base, e voc
		dever utilizar a categoria
		<literal>bin</literal>.  (Alguns programas, como o
		&man.gcc.1;, na prtica utilizam a categoria
		<literal>gnu</literal>, mas no se preocupe
		com isso por agora.)  Todos estes aplicativos
		esto descritos nas sees 1 ou 8
		das pginas de manual.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se voc acredita que o erro est no
		script de inicializao 
		<literal>(rc)</literal>, ou em algum outro tipo de
		arquivo de configurao no
		executvel, ento a categoria indicada
		ser a <literal>conf</literal>
		(configurao).  Estas so coisas
		descritas na seo 5 das pginas
		de manual.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se voc encontrou um problema na 
		documentao (artigos, livros, 
		pginas de manual, etc.), a escolha 
		correta para a categoria  a
		opo <literal>docs</literal>.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se voc est tendo problemas com as
	      <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org">pginas web 
	      do &os;</link>, a escolha apropriada  
	      <literal>www</literal>.</para>

	      <note>
		<para>Independentemente se voc est 
		  tendo algum problema com um port chamado 
		  <literal>www/nomedoport</literal>,
		  a categoria correta para o mesmo ser
		  <literal>ports</literal>.</para>
	      </note>
	    </listitem>
	  </itemizedlist>

	  <para>Existem algumas categorias mais especializadas.</para>

	  <itemizedlist>
	    <listitem>
	      <para>Se o problema pode ser classificado na 
	     	categoria <literal>kern</literal>, e est
		relacionado ao subsistema USB, a categoria correta
	      	ser <literal>usb</literal>.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se o problema pode ser classificado na categoria
		<literal>kern</literal>, e est relacionado com 
		as bibliotecas de threads, a categoria correta
		ser <literal>threads</literal>.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se o problema est localizado no sistema
		base, mas est relacionado a nossa
		aderncia a padres tais como o 
		&posix;, a categoria correta ser
	      <literal>standards</literal>.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>
		Se o problema est relacionado a erros internos
		de uma &java.virtual.machine; (&jvm;), mesmo que o
		&java; tenha sido instalado a partir da
		coleo de ports, voc deve
		selecionar a categoria <literal>java</literal>.
		Problemas genricos com o port do &java; devem
		continuar sendo enviados na categoria
		<literal>ports</literal>.</para>
	    </listitem>
	  </itemizedlist>

	  <para>Isto deixa tudo mais.</para>
	  
	  <itemizedlist>
	    <listitem>
	      <para>Se voc est convencido de que o
		problema ir ocorrer apenas na arquitetura do
		processador que voc est utilizando,
		selecione uma categoria especfica para a sua
		arquitetura: geralmente <literal>i386</literal> para
		mquinas compatveis com a arquitetura
		Intel de 32 bits, <literal>amd64</literal> para
		mquinas AMD executando em modo 64 bits (o que
		tambm inclui mquinas
		compatveis com a arquitetura Intel executando
		em modo EMT64); e menos comumente
		<literal>ia64</literal>, <literal>powerpc</literal>, e
		<literal>sparc64</literal>.</para>

	      <note>
		<para>Estas categorias so muitas vezes
		  utilizadas de forma indevida para problemas do
		  tipo <quote>Eu no sei</quote>.  Em vez de
		  tentar adivinhar, por favor, apenas utilize a
		  categoria <literal>misc</literal>.</para>
	      </note>

	      <example>
		<title>Uso correto da categoria especfica de
		  arquitetura.</title>

		<para>Voc tem um computador comum (PC), e 
		  acredita que encontrou um problema especfico
		  com um chipset em particular ou com uma placa
		  me especfica: A categoria correta
		   <literal>i386</literal>.</para>
	      </example>

	      <example>
		<title>Uso incorreto da categoria especfica de 
		  arquitetura.</title>

		<para>Voc est tendo problemas com uma
		  placa de expanso instalada em um barramento
		  bastante comum, ou um problema com um tipo
		  especfico de disco rgido: neste 
		  caso,  provvel que o problema 
		  ocorra em mais de uma arquitetura, e a categoria
		  correta seria <literal>kern</literal>.</para>
	      </example>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para>Se voc realmente no sabe onde
		est o problema (ou o mesmo no parece
		se encaixar nas categorias acima), utilize a categoria
		<literal>misc</literal>.  Mas antes de fazer isto,
		pode ser uma boa idia primeiro pedir ajuda na
		&a.questions;.  Voc poder ser orientado 
		 utilizar uma das outras categorias para 
		obter um melhor resultado.</para>
	    </listitem>
	  </itemizedlist>

	  <para>Aqui est a lista atual de categorias
	    (retirada do url <uri xlink:href="http://www.FreeBSD.org/cgi/cvsweb.cgi/src/gnu/usr.bin/send-pr/categories">http://www.FreeBSD.org/cgi/cvsweb.cgi/src/gnu/usr.bin/send-pr/categories</uri>):</para>

	  <itemizedlist>
	    <listitem>
	      <para><literal>advocacy:</literal> problemas
		relacionados a imagem pblica do &os;.
		Obsoleta.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>alpha:</literal> problemas 
		especficos da plataforma Alpha.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>amd64:</literal> problemas 
		especficos da plataforma AMD64.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>arm:</literal> problemas 
		especficos da plataforma ARM.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>bin:</literal> problemas com os programas
		de nvel de usurio na base do
		sistema.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>conf:</literal> problemas com os arquivos
		de configurao, valores padres,
		etc.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>docs:</literal> problemas com as
		pginas de manuais ou com a
		documentao online.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>gnu:</literal> problemas com softwares 
		GNU, tais como &man.gcc.1; ou &man.grep.1;.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>i386:</literal> problemas 
		especficos da plataforma &i386;.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>ia64:</literal> problemas 
	      especficos da plataforma ia64.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>java:</literal> problemas relacionados
		com a Maquina Virtual &java;.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>kern:</literal> problemas com o kernel,
		drivers de dispositivo (no especficos
		 uma plataforma), ou bibliotecas do sistema
		base.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>misc:</literal> Tudo aquilo que
		no se encaixa numa das outras
		categorias.  (observe que no existe nada que
		pertena verdadeiramente a esta categoria,
		exceto os problemas com a infra estrutura de build e
		de release.  As falhas temporrias de
		compilao do <literal>HEAD</literal>
		no pertencem a esta categoria.  Tambm
		observe que  fcil para as coisas se
		perderem nesta categoria).</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>ports:</literal> problemas relacionados
		com a Coleo de Ports.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>powerpc:</literal> problemas 
		especficos da plataforma &powerpc;.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>sparc64:</literal> problemas
		especficos da plataforma &sparc64;.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>standards:</literal> problemas 
		relacionados a conformidade com os
		padres.</para>
	     </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>threads:</literal> problemas relacionados
	      	a implementao de threads no &os;
		(especialmente no &os.current;).</para> 
	     </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>usb:</literal> problemas relacionados a
		implementao do USB no &os;.</para>
	     </listitem>

	     <listitem>
	       <para><literal>www:</literal> mudanas e
		melhorias no web site do &os;.</para>
	     </listitem>
	  </itemizedlist>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Class:</emphasis> Escolha uma das seguintes
	    opes:</para>

	  <itemizedlist>
	    <listitem>
	      <para><literal>sw-bug:</literal> bugs de
		software.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>doc-bug:</literal> erros na
		documentao.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>change-request:</literal>
		solicitao de novas funcionalidades 
		ou de alteraes em funcionalidades 
		existentes.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>update:</literal>
	      	atualizaes para o ports ou para
		outros softwares de terceiros.</para>
	    </listitem>

	    <listitem>
	      <para><literal>maintainer-update:</literal> 
		atualizaes de ports pelos quais
		voc  o responsvel.</para>
	    </listitem>
	  </itemizedlist>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Release:</emphasis>  a verso
	    do &os; que voc est utilizando.  Este campo
	     preenchido automaticamente pelo &man.send-pr.1; e
	    s necessita ser alterado se voc estiver
	    enviando o relatrio de problema de um sistema
	    diferente do que apresenta o problema.</para>
	</listitem>
      </itemizedlist>

      <para>Finalmente, h uma srie de campos de
	vrias linhas:</para> 

      <itemizedlist>
	<listitem>
	  <para><emphasis>Environment:</emphasis> Este campo 
	    deve descrever, da forma mais precisa
	    possvel, o ambiente no qual o problema foi
	    observado.  Isto inclui a verso do sistema
	    operacional, a verso do programa ou do arquivo
	    especfico que contm o problema, e qualquer
	    outro item relevante tal como a configurao
	    do sistema, outros softwares instalados que tenham
	    influncia no problema, etc. &mdash; ou seja, 
	    simplesmente tudo o que um desenvolvedor precisar saber 
	    para reconstruir o ambiente no qual o problema 
	    ocorreu.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Description:</emphasis> Uma 
	    descrio precisa e completa do problema
	    que voc esta experimentando.  Tente evitar
	    especular sobre as causas do problema a menos que
	    voc tenha certeza de que est no caminho
	    certo, do contrrio voc pode induzir o
	    desenvolvedor a fazer suposies incorretas
	    sobre o problema.</para>
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>How-To-Repeat:</emphasis> Um resumo com as 
	    aes que voc precisa executar para
	    reproduzir o problema.</para>
	    
	</listitem>

	<listitem>
	  <para><emphasis>Fix:</emphasis> Preferencialmente um 
	    <literal>patch</literal>, ou no
	    mnimo um <literal>workaround</literal> (o que
	    no s ajuda as outras pessoas que
	    esto com o mesmo problema, como tambm
	    auxilia o desenvolvedor a entender melhor a causa do
	    problema), mas se voc no tem nenhuma
	    idia consistente,  melhor deixar este
	    campo em branco do que especular.</para>
	</listitem>
      </itemizedlist>
    </section>

    <section>
      <title>Enviando o relatrio de problemas</title>
      
      <para>Se voc est utilizando o
	&man.send-pr.1;:</para>

      <para>Uma vez que voc tenha terminado de preencher o
	template, salve-o, e saia do editor de texto, ao fazer isto o
	&man.send-pr.1; ir lhe perguntar se voc deseja
	<prompt>s)end, e)dit or a)bort?</prompt>.  Para ir em frente e
	enviar o relatrio de problema pressione
	<userinput>s</userinput>, caso voc queira voltar ao
	editor para realizar alguma alterao pressione
	<userinput>e</userinput>, ou ento pressione
	<userinput>a</userinput> para cancelar o envio.  Se voc
	optar por abortar, o seu relatrio de problema
	ir permanecer no seu disco rgido (o
	&man.send-pr.1; ir lhe informar o nome do arquivo
	antes de finalizar), assim voc poder
	edit-lo quando for mais conveniente, ou poder
	transferi-lo para um sistema com uma melhor
	conectividade, no qual poder envi-lo usando a
	opo <option>-f</option> com o
	&man.send-pr.1;:</para>

<screen>&prompt.user; <userinput>send-pr -f ~/my-problem-report</userinput></screen>

      <para>Este comando ir ler o arquivo especificado, 
	validar o seu contedo, remover os comentrios 
	e enviar o seu PR.</para>
      
      <para>Se voc est utilizando o <link xlink:href="&url.base;/send-pr.html">formulrio
	web</link>:</para>

      <para>Antes de pressionar o boto
     	<literal>submit</literal> para enviar o seu relatrio,
	voc ter que preencher um campo com o texto 
	exibido na imagem de captcha exibida no final do 
	formulrio.  Infelizmente esta medida teve de ser 
	adotada devido ao mau uso do mesmo por sistemas automatizados 
	e por alguns indivduos mal intencionados.   um
	mal necessrio do qual ningum gosta.
	Por favor, no pea para
	remov-lo.</para>
      
      <para>
	Recomendamos <emphasis>fortemente</emphasis> que voc 
	salve o seu trabalho em algum outro lugar antes de 
	pressionar o boto <literal>submit</literal>.  Um 
	problema comum e que ocorre com muitos usurios 
	 a visualizao de uma imagem de 
	captcha velha exibida a partir do cache do navegador.  Se 
	isso acontecer com voc o seu envio ser 
	rejeitado e voc poder perder o seu 
	trabalho.</para>
      
      <para>Se voc, por qualquer motivo, no conseguir
	visualizar as imagens, e tambm estiver impossibilitado
	de utilizar o &man.send-pr.1;, por favor, aceite nossas 
	desculpas por est inconvenincia e envie seu 
	relatrio de problema por e-mail para a equipe de 
	bugbusters do &os;, no endereo
	<email>freebsd-bugbusters@FreeBSD.org</email>.</para>
    </section>

  </section>

  <section xml:id="pr-followup">
    <title>Acompanhamento</title>

    <para>
      Depois que seu relatrio de problema tiver sido entregue,
      voc receber uma confirmao por
      e-mail com o nmero de rastreamento que foi
      atribudo ao mesmo e uma URL a
      qual voc poder utilizar para consultar o status
      do seu PR.  Com um pouco de sorte, algum ir se
      interessar pelo seu problema e tentar resolv-lo,
      ou, conforme o caso explicar porque no se trata de um
      problema.  Voc ser notificado automaticamente de
      qualquer mudana de status, e ir
      receber uma cpia de qualquer comentrio ou
      correo que algum venha a anexar 
      trilha de auditoria do seu relatrio de problema.</para>
    
    <para>Se algum lhe requisitar alguma 
      informao adicional, ou se voc 
      lembrar de algo ou descobrir algo que voc no 
      tenha mencionado no seu relatrio inicial, por favor 
      utilize um dos dois mtodos abaixo para enviar uma 
      atualizao:</para>

    <itemizedlist>
      <listitem>
	<para>A forma mais fcil  utilizar o link e
	  <literal>followup</literal> existente na pgina web
	  individual de cada PR, a qual pode ser encontrada a partir
	  da <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/cgi/query-pr-summary.cgi?query">
	  pgina de busca de relatrios</link>.  Ao
	  clicar no link ser aberta uma janela do seu
	  cliente de e-mail com os campos <literal>To:</literal> e
	  <literal>Subject:</literal> j corretamente 
	  preenchidos (se o seu navegador estiver configurado
	  corretamente para fazer isto).</para>
      </listitem>

      <listitem>
	<para>Alternativamente, voc pode apenas envi-lo
	  para &a.bugfollowup;, certificando-se de que o nmero
	  de rastreamento est incluso no
	  <literal>Subject:</literal> de forma que o sistema de
	  acompanhamento de bugs tenha como saber em qual
	  relatrio de problema ele deve anexar o material
	  recebido.</para>

	<note>
	  <para>Se voc <emphasis>no</emphasis> incluir
	    o nmero de rastreamento, o GNATS ir se
	    confundir e criar um relatrio de problema
	    completamente novo, o qual ser atribudo ao
	    administrador do GNATS, e ento o seu
	    <literal>followup</literal> ir ficar perdido
	    at que algum tenha tempo de arrumar a
	    baguna, o que pode levar dias e at mesmo
	    semanas para ocorrer.</para>
	  
	  <para>Forma errada:</para>

	  <programlisting>Subject: Sobre o PR que eu enviei</programlisting>

	  <para>Forma correta:</para>

	  <programlisting>Subject: Re: ports/12345: problemas de compilao do foo/bar</programlisting>
	</note>
      </listitem>

    </itemizedlist>

    <para>Se o relatrio de problema permanecer aberto depois
      que o problema j tiver sido resolvido, basta enviar um
      follow-up (da forma descrita acima) informando que o PR pode
      ser fechado, e se possvel, explicando como e quando o
      problema foi corrigido.</para>
  </section>

  <section xml:id="pr-problems">
    <title>Se voc est tendo problemas</title>

    <para>A maioria dos PRs que chegam ao sistema  processada
      rapidamente; entretanto em alguns momentos o GNATS fica lento e
      voc pode no receber o seu email de
      confirmao de imediato, levando 10 minutos ou
      mesmo um pouco mais para receb-lo.  Por favor, tente ser
      paciente.</para>

    <para>Alm disso, uma vez que o GNATS recebe tudo por 
      email,  absolutamente vital que o &os; processe todas as
      mensagens que chegam utilizando filtros antispam.  Se voc
      no receber o email de confirmao em
      at duas horas, voc pode ter sido barrado por este
      sistema; Neste caso, por favor, entre em contato com o
      adminisrador do GNATS no endereo
      <email>bugmeister@FreeBSD.org</email> e pea
      ajuda.</para>
    
    <note>
      <para>
	Dentre as medidas antispam que utilizamos existe uma a qual
	verifica a aderncia da sua mensagem em
	relao a uma srie de abusos comums em
	emails baseados em HTML (embora o sistema no
	necessariamente invalide uma mensagem devido a mera
	incluso de cdigo HTML no PR).  
	Recomendamos fortemente que voc evite utilizar 
	emails no formato HTML quando estiver enviando um PR: 
	No apenas  provvel que a sua 
	mensagem seja bloqueada pelos filtros, como ela 
	tambm ir prejudicar o banco
	de dados.  O bom e velho email em texto puro 
	fortemente preferido.</para>
    </note>

    <para>Em raras ocasies voc ir se deparar 
      com um bug do GNATS pelo qual um PR ser aceito, 
      receber um nmero de rastreamento, mas 
      no ir aparecer na lista de PRs em nenhuma 
      consulta realizada no web site.  
      O que pode ter ocorrido  que o ndice do banco de 
      dados ficou fora de sincronia com o prprio banco de 
      dados.  Uma forma de testar se  isto que esta 
      acontecendo com voc  acessar um PR individual 
      qualquer listado a partir do <link xlink:href="http://www.FreeBSD.org/cgi/query-pr.cgi">formulrio
      de busca</link>, e substituir o numero do PR na URL pelo seu e
      verificar se ele carrega normalmente.  Se ele carregar, por
      favor, notifique os administradores do GNATS no endereo
      <email>bugmeister@FreeBSD.org</email>.  Observe que existe uma
      tarefa agendada no <literal>cron</literal> que reconstri
      periodicamente o banco de dados, de forma que a menos que
      voc esteja com pressa, nenhuma ao
      ser necessria.</para>
  </section>

  <section xml:id="pr-further">
    <title>Leituras complementares</title>

    <para>Esta  uma lista com material de referncia 
      recomendado sobre boas prticas para se escrever e 
      processar um relatrio de problema.  Esta lista 
      no tem por objetivo ser uma lista completa.</para>

    <itemizedlist>
      <listitem>
	<para><link xlink:href="http://www.chiark.greenend.org.uk/~sgtatham/bugs.html">
	  Como reportar bugs de forma efetiva</link>&mdash; Um 
	  excelente ensaio por Simon G. Tatham sobre a
	  elaborao de relatrios de problemas
	  eficientes (no  especifico sobre o 
	  &os;).</para>
      </listitem>
      <listitem>
	<para><link xlink:href="&url.articles.pr-guidelines;/article.html">Guia de como
	  lidar com relatrios de problemas</link> &mdash;
	  Uma percepo valiosa sobre como os
	  desenvolvedores do FreeBSD devem lidar com os
	  relatrios de problemas.</para>
      </listitem>
    </itemizedlist>
  </section>

  <index/>
</article>